InícioCuriosidades4 motivos para dar uma segunda chance a alguém

4 motivos para dar uma segunda chance a alguém

Quando você foi ferido, traído ou desapontado por alguém de quem gosta, é difícil imaginar dar outra chance a essa pessoa. No entanto, o perdão é um valor fundamental para os relacionamentos humanos.

Desistir das pessoas porque elas o decepcionaram, seja seu atleta favorito, uma figura política ou seu melhor amigo, parece antitético a esse valor. Embora sejamos ensinados a perdoar e a dar a alguém a oportunidade de compensar os erros do passado, nem todos são capazes de fazê-lo.

Em um estudo recente, a psicóloga Katja Hanke, da Universidade de Bremen, juntou-se a Christin-Melanie Vauclar, da Universidade de Lisboa, em uma análise massiva de quase 42.000 participantes de 30 países sobre variações transculturais no traço de personalidade do perdão.

Presumivelmente, em países que enfatizam a virtude do perdão, as pessoas estariam mais propensas a adotar esse traço em suas próprias personalidades.

Como Hanke e Vauclar apontam, tendemos a pensar no perdão em termos interpessoais: alguém pisa no seu pé e realmente dói, mas, até onde você sabe, não foi um ato intencional. Quando a pessoa pede desculpas, você aceita e não guarda rancor ou revida.

No entanto, o perdão também tem um contexto intergrupal maior. Segundo os pesquisadores, “o perdão parece ser um elemento crítico na quebra de ciclos de violência em sociedades pós-conflito” . Em outras palavras, talvez o perdão possa levar à cura e reconciliação entre as nações.

Do nível do indivíduo ao nível da sociedade, o perdão parece fazer a diferença na preservação da harmonia. Analisando os dados de 168 estudos separados, Hanke e Vauclar examinaram a classificação relativa do perdão em uma lista de 18 valores.

Sugestão:  10 sinais de alerta quando se está a perder a audição

O perdão ficou em oitavo lugar geral, derrotado por virtudes como honestidade (#1), responsabilidade (#2) e amor (#3), mas superou a imaginação(#17) e obediência(#18). (Os EUA ficaram em 4º lugar em citar o perdão como um valor, e o Egito foi o 1º. Polônia, Chile, Índia e Israel ficaram no final da lista.)

Os autores propuseram que os fatores em nível de país que influenciam a adoção do perdão como um valor estavam relacionados a qualidades quase semelhantes a Maslow, como sentimentos de estabilidade e segurança.

Essas qualidades “pós-materialistas” são auxiliadas e estimuladas pelo tempo longe do conflito. Em países com altos níveis de preocupação com a segurança devido à presença de conflito (como Israel), o perdão pode ficar atrás dos valores que refletem a necessidade de proteção.

Uma vez que uma cultura se torna mais tolerante, há recompensas para seus cidadãos: conforme mostrado na análise entre os estudos, há uma relação positiva entre o bem-estar médio das pessoas em uma cultura e o quanto elas valorizam o perdão.

Simplificando, perdoar parece estar relacionado a ser mais feliz. Se as pessoas mais felizes perdoam mais (e mais felizes em primeiro lugar porque seus países são estáveis) ou se o perdão leva à felicidade e à estabilidade não pode ser respondido por este estudo correlacional. Seja qual for a cadeia causal, porém, perdão e felicidade parecem ligados.

Agora chegamos às razões pelas quais o perdão – e a disposição associada de dar uma segunda chance – pode beneficiá-lo.

Sugestão:  Interpretando sonhos estranhos e estressantes

Com alguma sorte, você vive em uma cultura que coloca o perdão no topo da hierarquia de valores. Esbarrar acidentalmente em um estranho na rua não levará a insultos ou agressões físicas, e todos se sentirão melhor como resultado de um pedido de desculpas e demonstração de humanidade.

O que mais uma segunda chance pode fazer por você? Estas 4 razões para perdoar alguém devem ajudar a convencê-lo a praticar o perdão:

1) O fator do bem-estar subjetivo

Você se sente mais feliz quando perdoa outra pessoa. O estudo transnacional apoiou o que a pesquisa sobre indivíduos mostrou e sugere que ser magnânimo compensa em termos de seus próprios benefícios emocionais.

2) As pessoas podem mudar

As pesquisas adicionais sobre por que você deve dar segundas chances se concentram na ideia de que a personalidade não é imutável. As pessoas podem aprender com seus erros – e quando você lhes dá uma segunda oportunidade, você permite que elas demonstrem isso

3) É prático e economiza energia emocional

Você deu ao seu mecânico o trabalho de consertar uma válvula defeituosa e agora ela está quebrada novamente. Você pode contratar outra pessoa para consertar a correção, mas essa pessoa saberá menos do que o mecânico que tentou pela primeira vez.

Da mesma forma, seu parceiro romântico anterior pode ter feito coisas que fizeram você terminar, mas quando você começa com alguém novo, você volta à estaca zero. Uma vez que sua raiva diminui, apertar o botão “reiniciar” no primeiro parceiro pode apenas dar a você uma maior percepção e apreciação por esse relacionamento.

Sugestão:  13 plantas mágicas que vão limpar o ambiente da sua casa e trazer positividade

4) Trate as pessoas como gostaria de ser tratado

Vire a mesa e imagine que é você quem precisa da segunda chance. Você não se sentiria melhor se tivesse a oportunidade de tentar novamente? Seja o carro que você foi contratado para consertar ou o relacionamento que piorou devido aos seus próprios erros, é bom saber que alguém está disposto a lhe dar uma chance de se redimir.

Quando temos a oportunidade de mostrar perdão àqueles com quem interagimos, devemos pois perdoar pode melhorar nossa visão de nós mesmos e do mundo. via:psychologytoday

Gostou do artigo?

Toque nas estrelas para votar.

Média: 5 / 5. Votos: 3

Até agora ninguém votou, vote você!

- RELACIONADAS -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Publicidade -

Comentários recentes

Aline Cristina dos Reis Xavier on Até agora ninguém acertou o número exato
Aline Cristina dos Reis Xavier on Até agora ninguém acertou o número exato