Casal adota 88 crianças com deficiências de desenvolvimento

109

Esta é a história de Mike e Camille Gerardi, um casal incrível, que até hoje adotou 88 crianças. Mike é pediatra e Camille enfermeira, e os dois conheceram-se no ano de 1973, no Hospital Infantil de Miami, na Flórida (EUA).

Ao longo dos anos, o casal assistiu a muitos casos de pais que abandonavam os filhos deficientes no hospital, e não conseguiu ficar indiferente.

“Quando o Mike me pediu em casamento, eu disse-lhe que queria dar um lar a essas crianças e ele disse-me que queria seguir o meu sonho”, conta Camille.

A primeira adoção do casal deu-se em 1986, e depois disso, acolheram 17 crianças diagnosticadas com síndrome de Down, síndrome de Zellwegger, deformações cranianas, autismo, deficiências do desenvolvimento, lesões e outros problemas.

Algumas crianças tinham doenças terminais e acabaram por falecer, mas muitas outras prosperaram.

Através da sua fundação, chamada Sonho Possível, o casal tem conseguido ajudar outras crianças com deficiência e as respetivas famílias.

Até ao ano de 2016, Mike e Camille já se tinham tornado tutores de 88 crianças, das quais 31 sobreviveram.

Infelizmente, Mike acabou por falecer o ano passado, com 73 anos, vítima de um cancro agressivo.

Apesar da dor e das saudades, Camille deu continuidade à missão de ambos, e em sua casa, na Geórgia, ainda vivem 20 crianças. As outras já são adultas, trabalham e têm as suas próprias famílias.

Veja também:  DJ Alok doa R$ 30 mil para jovem realizar cirurgia reparadora no rosto