Foi assim que consegui virar milionária por conta própria

Crescendo no Queens de classe média baixa, parecia que todos ao meu redor estavam apenas tentando sobreviver. Mas eu acreditava que minha vida poderia ser diferente. Achei que meu trabalho árduo e boas notas poderiam ser os ingressos para uma vida melhor, uma onde não houvesse apagões algumas vezes por ano e eu nunca me preocupasse sobre de onde viria minha próxima refeição.

Então foquei na minha educação. Assim, durante meu primeiro ano de faculdade em Nova York, decidi fazer um cartão de crédito da Bloomingdale’s e comecei a comprar novos casacos, sapatos e vestidos com o meu cartão brilhante.

Continuar a ler Foi assim que consegui virar milionária por conta própria

Opinião: Em vez da positividade corporal, abrace a neutralidade corporal

Eu sou corredora, mas isso está longe de ser o que as pessoas presumem quando me conhecem. O tipo de corpo pode ser uma das primeiras coisas que você nota sobre alguém, e o meu é a primeira coisa que as pessoas comentam ao me conhecer. “Você é tão alta!” não é mais uma observação, até se tornou uma saudação.

Não posso afirmar que sempre amei minha altura, nem agora. Cada vez que um comentário aparentemente inocente é feito, sinto que não estou conseguindo me encaixar no quadro delicado atribuído às mulheres.

Continuar a ler Opinião: Em vez da positividade corporal, abrace a neutralidade corporal