Cavalo com fome e doente recusa comer por medo dos salvadores, mas no final tudo muda

Sue Weeding, cofundadora de um santuário para cavalos em Espanha, já o viu vezes sem conta: a luz desapareceu completamente dos olhos dos cavalos que foram negligenciados ou abusados, escreve o dodó…

Este foi o caso de um dos últimos salvamentos para chegar ao Easy Horse Care Rescue Center (EHCRC) em Alicante.

“Quando ela entrou, era como uma casa com as cortinas puxadas por todas as janelas”, disse Weeding ao The Dodo. “É assim com tantos cavalos resgatados”: Não há lá nada, eles não dão nada, não dão contacto visual. Eles não revelam nada sobre si próprios”

Agora chamada Tamarisk, a égua chegou com outro cavalo mais novo no mês passado, depois de a polícia os ter apreendido a um proprietário que os estava basicamente a matar à fome. Tamarisk estava em tão mau estado, os socorristas estimaram que ela tinha cerca de 20 anos de idade. Depois descobriram que ela tinha apenas 9 anos de idade.

“Quando foi resgatada, estava num estado tão fraco que poderia ter morrido”, disse Weeding. “Foi muito comovente”

Tamarisk não conseguia sequer deitar-se no seu novo estábulo – os salvadores receavam que, se tentasse, os seus ossos da anca pudessem perfurar-lhe a pele. Estava também coberta de cicatrizes e mostrou a deterioração física de uma égua que foi usada para reproduzir toda a sua vida.

Sugestão:  8 sinais que o seu cão está com ciúmes

“Ela estava gravemente desidratada, gravemente desnutrida”, disse Weeding. “Ela tinha sido completamente espancada no chão. Há cicatrizes por toda a parte. Só Deus sabe o que ela teve de fazer. Nunca vimos um cavalo jovem tão abatido”

Que Tamarisk não olhasse ninguém nos olhos era particularmente preocupante, uma vez que uma das formas que ela necessitava muito para recuperar era emocionalmente.

Foi aqui que a paciência e o tempo, mais uma vez, entraram. A mondadura está habituada a esperar meses e meses para que os cavalos finalmente confiem nela. Ela passava o tempo ao lado de Tamarisk, acariciando o seu pêlo, que se tinha tornado branco ao longo dos locais onde tinha cicatrizes.

Em breve, o cavalo esfomeado relaxou um pouco. Começou mesmo a comer novamente – e recusou-se a parar.

“Agora, podemos realmente dar-lhe comida”, disse Weeding. “Ela está a comer e nós estamos a dar-lhe o máximo que ela pode comer”. E ela simplesmente não pára de comer. É tão emocionante vê-los voltar assim”

Aconteceu então algo verdadeiramente belo: Tamarisk começou a levantar a cabeça o suficiente para olhar para a mulher que a tinha salvo nos olhos.

“Ela está de olhos brilhantes agora, os seus ouvidos estão levantados, ela está alerta”, disse Weeding. “É como se o véu fosse levantado e ela está realmente a olhar para as coisas… Estou a ter um pouco de contacto visual”

Sugestão:  13 sinais que você é amante de gatos sem saber

A mondadura decidiu nomear a égua Tamarisk, que é um nome particularmente pessoal para a mondadura.

“O seu rosto faz-me lembrar Tamarisk, um cavalo que tive há anos em Inglaterra”, disse Weeding. “Quando nomeia estes animais, não se precipita; deita-se lá à noite a pensar: ‘Devemos chamar-lhe isto, devemos chamar-lhe aquilo? Na maioria das vezes, é quando estás de facto com eles, a fazer algo com eles, que o nome aparece subitamente no teu cérebro e sabes exactamente o que lhe vais chamar”

A monda tinha esperado que demorasse muito mais tempo para o Tamarisk se animar. Ela está satisfeita por, após apenas algumas semanas, ter feito tantos progressos. “Suspeito que ela vai estar sempre preocupada com novas pessoas”, disse ela, “mas para mim, o mais maravilhoso é que as cortinas estão abertas e que se voltam a ver os seus olhos vivos”

As pessoas na EHCRC salvaram mais de 100 cavalos e burros abusados e negligenciados de toda a Espanha – e têm trabalhado durante anos com a polícia para ajudar a polícia a compreender como detectar o abuso de animais e salvar vidas como as do Tamarisk.

“Pode-se dizer tanto pelo comportamento de um cavalo, como eles olham para si e como agem à sua volta”, acrescentou Weeding. “Ela merece tanto tudo o que lhe vamos dar”. fonte:thedodo.com

- Publicidade -
- Publicidade -