Condenada a prisão por alimentar gatos de rua que lhe faziam companhia

499

Uma sentença de prisão dada a uma mulher idosa em Ohio está levantando questões de que a punição pode não se encaixar no crime.

Nancy Segula, de 79 anos, vive em Garfield Heights há 30 anos. Nancy ficou recentemente destroçada pela perda do seu amado marido Edward. Para aliviar a sua dor, Nancy começou a alimentar vários gatos de rua perto de sua casa.

” Eu sinto falta dos meus gatinhos. Eles faleceram, o meu marido faleceu. Me sinto sozinha. Então os gatos e gatinhos da rua me ajudam”, disse Nancy à cleveland.com.

Nancy estima que cerca de sete ou oito gatos adultos, mais seus filhotes, vivem na rua perto de sua propriedade, ela disse às emissoras de notícias locais que alguns foram deixados por um vizinho que se mudou. Sentindo-se mal pelos animais, ela começou alimentá-los regularmente.

Enquanto muitos chamam Nancy de bondosa por suas ações, outros dizem que ela está criando um problema de saúde pública. A lei local em Garfield Heights proíbe a alimentação de cães e gatos de rua, sendo considerado uma infração menor.

Apesar das boas intenções de Nancy, a alimentação de animais de rua causa muitos problemas, notavelmente a superpopulação e a dificuldade em capturar animais inconvenientes.

Bonnie Hackett, um diretor de um centro de animais local, tem sido uma das pessoas que tem criticado as ações de Nancy. O diretor Hackett diz que os vizinhos se queixam frequentemente sobre os gatos que Nancy alimenta e que ela reteve mais de 20 gatos no bairro.

Veja também:  A vida não precisa ser só trabalhar, pagar contas e morrer

O diretor Hackett também disse que desde 2015, Nancy desobedeceu várias vezes ordens judiciais para parar de alimentar os animais. Por causa disso, Nancy foi recentemente condenada a 10 dias de prisão por desrespeito ao tribunal.

Desde que a sentença foi proferida, Nancy tem tentado de tudo para não ir para a prisão. A mulher idosa tem medo de ir para a prisão e seu filho, David Pawlowski, ecoa o sentimento, ele apontou problemas na instalação onde sua mãe deveria se apresentar no dia 11 de agosto para a WKBN27.

Para ajudar a evitar a prisão, Nancy procurou Amy Beichler, a diretora executiva da PAWS Ohio. Amy disse aos repórteres que a PAWS e outro grupo de resgate estão trabalhando rapidamente para prender os animais e prepará-los para a adoção.

Nancy espera que os passos que deu para resolver a situação sejam suficientes para que um juiz reconsidere mandá-la para a prisão. A audiência de Nancy está marcada para 6 de Agosto.