Criança que mora na rua adota cão para ter companhia nos momentos mais difíceis

A situação de pobreza é algo que atingiu muitos lados do mundo. O fato de a maioria das pessoas no mundo não ter condições de vida dignas significa que cenas, como a que vamos contar, se repetem mais do que pensamos.

Nas proximidades da cidade de Quezon, nas Filipinas, existem cerca de 3.000 crianças vivendo nas ruas, o que as coloca em situações de vulnerabilidade em vários aspectos.

Desde a saúde, derivada da má alimentação, do frio, da falta de higiene, aos perigos do ambiente onde vivem, como a propensão ao consumo de substâncias nocivas, ao sofrimento de diversos abusos.

Entre essas 3.000 crianças esquecidas está Rommel Quiminales, que vive na rua desde os 10 anos porque seus pais se separaram e nenhum deles queria cuidar dele.

Maria Kabs, usuária do Facebook, o encontrou na rua e ficou emocionada ao vê-lo acompanhado de seu cachorrinho. Ela desceu do carro e conversou com Rommel e sua história a quebrou, tanto que ela compartilhou em seu perfil pessoal na rede social.

Rommel comentou que viu o pequeno Badgi (seu melhor amigo de quatro patas) também andando sozinho na rua e foi assim que eles se tornaram amigos, indo juntos para todos os lugares.

Em algum momento, Badgi teve que defender Rommel de outras crianças, que às vezes querem atacá-lo ou roubar o pouco que ele conseguiu juntar mendigando nas ruas.

“Quando aqueles garotos vieram me roubar, Badgi começou a latir, eles ficaram com medo e fugiram de mim.” Maria comenta que Rommel contou a ela.

Sugestão:  Cão de rua carrega pão na boca porque não sabe quando vai comer de novo

O menino diz que tem uma irmã que vai visitar quando conseguir juntar dinheiro suficiente para se mudar para a cidade de San José.

Ela também trabalha, mas não ganha muito dinheiro, então ela também não pode cuidar de Rommel. Ele só quer estar sempre acompanhado de seu cãozinho protetor e também sonha em poder ir à escola.

“Eu economizo o dinheiro que ganho mendigando e consegui comprar um notebook”, disse Rommel.

Seu sonho é se tornar um veterinário ou ator porque ele quer terminar a escola um dia. Ele ama os animais, de acordo com Maria.

A publicação explodiu nas redes locais das Filipinas, então houve uma grande mobilização para ajudar Rommel, o mais recente que se sabe sobre o fato é que o menino conseguiu se matricular na escola.

“Só peço moedas, não roubo nada.” É o que Rommel não parava de repetir.

Esta é apenas uma história que aparentemente terminou muito bem para o menino, mas ano a ano a diferença entre ricos e pobres cresce, por isso esperamos que um dia não só Rommel, mas todas as crianças pobres tenham sua chance graças a mais pessoas que estão interessadas neles.

Compartilhe a nota para que mais pessoas saibam que juntos, podemos ajudar uns aos outros. via:porquenosemeocurrio

Gostou do artigo?

Média: 4.3 / 5. Votos: 48

Até agora ninguém votou, vote você!

1 COMENTÁRIO

Responder a Denise Moraes Cancelar resposta

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Publicidade -

5 signos mais gananciosos