Filhos não precisam uma mãe perfeita, querem apenas uma mãe feliz

7

Quando nos tornamos mães assumimos o papel mais importante na vida de uma pessoa, assumimos inúmeras responsabilidades. E assim também para a família principalmente, mas parece que estamos sendo vigiadas o tempo todo e as sugestões são muitas, da vó, da tia, da vizinha. Aff!

É impossível cumprir tal tarefa de maneira irrepreensível e sem cometer erros: na verdade, não existe uma fórmula universal para ser boas mães, mas cada uma é perfeita, à sua maneira, para o seu filho, do qual também aprende algo novo todos os dias.

As mães de hoje, exigem muito mais de si mesmas e, na tentativa de conseguir perfeição, acabam sufocando sua espontaneidade, se sentem cansadas e deixam de aprender com seus erros. A tarefa da mãe consiste em contribuir com o crescimento do seu filho, em um ambiente de amor, respeito e solidariedade.

Porém, muitas vezes esquecemos que as crianças aprendem muito mais pelo exemplo do que com as palavras, por isso, uma mãe que já está satisfeita consigo mesma, com certeza ensinará seus filhos a felicidade. A autoconfiança é fundamental, pois as crianças sempre fazem perguntas absurdas e espantosas.

Mãe perfeitas não existem, todas nós somos seres humanos que erram. Nossos pais erraram e nós também vamos errar. Nenhuma criança precisa de uma mãe perfeita: As mães que já erraram no passado, e hoje, têm medo de ver seus filhos em situações parecidas, isso faz dessas mães as melhores, mais do que qualquer outra coisa, para mostrar aos outros que são capazes. A mãe é, de fato, também uma mulher, uma amiga, uma irmã, uma esposa, uma artista, uma trabalhadora e qualquer outra coisa que faça seu espírito vibrar e movimentar seu corpo: é importante não esquecer disso, ser feliz e também fazer feliz os próprios filhos.

Veja também:  Gosto de abraços sinceros, de gente doida e feliz

As mães perfeitas não existem porque todas nós vamos meter, muitas vezes os pés pelas mãos. Muitas vezes pecamos quando não conseguimos dar o exemplo; começamos a perceber o quanto somos notadas pelas crianças.
Seu filho vai dizer que você nunca chamou um palavrão, ou vai dizer cresci vendo minha mãe chamando um palavrão. Mas de fato, que diferença isso fez? Cabe a nós refletir sobre o exemplo, porque na realidade se você está educando, também tem seus momentos de errar, e se errou isso não lhe torna uma péssima mãe.

O amor de uma mãe está muito além do erro, ela é um conjunto completo de amor para seu filho, e seu filho é o conjunto completo de amor para sua mamãe. Uma mãe perfeita sempre é aquela que se conhece muito bem, tranquilamente ela educa seu filho para a vida, apoiada em seus princípios de vida.

Uma mulher é apenas uma mulher, mas uma mãe é um vulcão, um furacão, uma enchente, uma tempestade, um terremoto. Uma mãe é invencível. Não há perda que ela não transforme em força. Não há passado que ela não emoldure e coloque na parede. Não há medo que a mantenha quieta por muito tempo.

Martha Medeiros

Foto da capa remete ao filme Um sonho possível – do ano de 2009, onde Michel Oher é adotado Leigh Anne Tuohy – baseado em fatos reais. Filme onde Sandra Bullock teve um imenso destaque como mãe.

Veja também:  Obrigada por ser a minha melhor amiga, a luz na minha vida

via: educadoreslive