Muitas pessoas pensam que não, mas fazer estas coisas corta o efeito da pílula anticoncepcional

703

Já faz uma semana que a menstruação está atrasada. Os seus nervos começam a ficar em franjas, sem saber o que pode ter ocasionado tal situação, já que não esqueceu de tomar a pílula nem um único dia. Então, o que pode ter acontecido? Será que comeu ou bebeu algo que possa ter cortado o efeito da pílula?

Pois, saiba que existem muitas coisas que podem cortar o efeito da pílula anticoncepcional, por isso fique atenta a estas dicas para que não venha a ter surpresas indesejadas.

Dentro as principais coisas que cortam o efeito do anticoncepcional estão:

⦁ Medicamentos.

⦁ Esquecer de tomar a pílula.

⦁ Vômitos e diarreias.

⦁ Chás e fitoterápicos.

Além das situações acima, também podem ser consideradas situações que podem cortar o efeito do anticoncepcional, bebidas alcoólicas e drogas.

Nessas situações não significa que as bebidas e as drogas cortam o efeito, mas pode fazer com que a mulher esqueça de fazer uso do anticoncepcional, sendo uma possibilidade de engravidar.

A mulher também precisa ficar atenta no caso de acontecer algum problema gastrointestinal, isso porque vômitos e diarreias também podem cortar o efeito do comprimido anticoncepcional.

Confira os remédios que cortam o efeito do anticoncepcional

Veja agora os medicamentos que cortam o efeito do anticoncepcional e caso precise fazer uso de algum, deverá adotar outra medida contraceptiva.

1. Antibióticos

Caso precise fazer uso de antibióticos, deverá se atentar principalmente a Rifampicina e a Rifabutina, que são indicados para doenças como a tuberculose e a meningite bacteriana.

Dentre todos os antibióticos a Rifampicina e a Rifabutina são os que geralmente cortam o efeito do anticoncepcional, isso porque eles reduzem os hormônios no sangue.

Então no uso dessa medicação é necessário fazer uso de outro método contraceptivo, como o preservativo.

Confira também outros antibióticos que podem reduzir o efeito do anticoncepcional, pois geralmente causam diarreia em quem faz uso do medicamento:

⦁ Amoxicilina.

⦁ Azitromicina.

⦁ Cefalexina.

Veja também:  Pessoas que corrigem sempre os erros gramaticais dos outros é uma pessoa desagradável, aponta estudo

⦁ Cefazolina.

⦁ Cefotaxima.

⦁ Claritromicina.

⦁ Clindamicina.

⦁ Ciprofloxacino.

⦁ Doxiciclina.

⦁ Fosfomicina.

⦁ Levofloxacino.

⦁ Metronidazol.

⦁ Minociclina.

⦁ Moxifloxacino.

⦁ Nitrofurantoína.

⦁ Norfloxacino.

⦁ Ofloxacino.

⦁ Penicilina.

⦁ Tetraciclinas.

⦁ Trimetoprim-sulfametoxazol

Em relação aos antibióticos da lista, um dos efeitos colaterais mais sentidos pelos pacientes que fazem uso é o vômito e a diarreia, e com isso a absorção da pílula se torna ineficaz, por isso é importante fazer uso de outros métodos contraceptivos.

2. Medicamentos para inibir convulsões

Outro medicamento que compromete o uso da pílula anticoncepcional são os remédios usados para tratamentos de convulsões, entre eles:

⦁ Oxcarbazepina.

⦁ Topiramato.

⦁ Primidona.

⦁ Carbamazepina.

⦁ Fenobarbital.

⦁ Fenitoína.

Ainda assim, existem alguns medicamentos usados para convulsões e epilepsia que podem ser tomados com o anticoncepcional e não cortam o efeito do comprimido, que são eles:

⦁ Ácido valproico.

⦁ Tiagabina.

⦁ Levetiracetam.

⦁ Lamotrigina.

⦁ Gabapentina.

Sendo assim, se precisar fazer uso de algum medicamento para convulsão, consulte seu médico especialista e exponha a situação.

3. Remédios Antirretrovirais

Os medicamentos usados para o tratamento do HIV podem diminuir e até mesmo cortar o efeito do anticoncepcional.

Isso porque eles interagem entre si devido à alta concentração de estrogênio, por isso caso precise fazer uso dos medicamentos abaixo, é necessário o uso da camisinha:

⦁ Nelfinavir.

⦁ Nevirapina.

⦁ Ritonavir.

4. Fitoterápicos e chás

Os remédios naturais como os fitoterápicos podem diminuir ou cortar o efeito da pílula anticoncepcional, entre eles estão:

⦁ Saw Palmetto.

⦁ Erva-de-são-joão.

⦁ Cimicífuga racemosa.

⦁ Chá de hibisco

Alguns chás como a erva-de-são-joão também conhecida como hipericão, usada geralmente no tratamento de depressão, pode atrapalhar a absorção dos hormônios, fazendo com que a eficácia da pílula anticoncepcional diminua.

Já o Saw Palmetto é um fitoterápico usado principalmente para tratar infecção de urina e impotência sexual, e caso precise fazer uso, também deverá usar outro método contraceptivo.

Veja também:  Irmãos mais velhos são piores condutores, revela estudo

A cimicífuga racemosa é usada principalmente para o alívio da pré-menopausa, momento em que muitas mulheres ainda correm o risco de engravidar, e a planta diminui ainda mais o efeito contraceptivo.

Embora não exista ainda nenhuma comprovação de que o chá de hibisco possa cortar o efeito do anticoncepcional, por ele ter um efeito bastante diurético, é bom ter cautela.

Mas, fique tranquila, chás que tomamos no dia a dia, como camomila, erva-doce, chá-verde, branco ou preto e mate são totalmente seguros.

Dicas de métodos contraceptivos seguros

Por isso, caso você precise fazer uso de algum dos medicamentos informados acima, será necessário o uso de outros métodos contraceptivos com a pílula anticoncepcional, para ajudar em sua eficácia, veja alguns:

⦁ DIU

O Diu é um dispositivo inserido através da vagina, em forma de T, que se aloja no útero, sendo que sua função é não deixar que espermatozoides ultrapassem a barreira para a fecundação.

⦁ Diafragma

O diafragma é um anel com uma fina película de borracha que pode ser introduzido na vagina caso a mulher precise fazer uso dos medicamentos acima, reforçando a eficácia contraceptiva, ele deve ser retirado após 12 horas da relação sexual.

⦁ Camisinhas masculinas ou femininas

Dentre todos os métodos contraceptivos as camisinhas masculinas ou femininas são os mais indicados, pois além de evitarem a gravidez, ainda previnem doenças sexualmente transmissíveis.

Medicamentos que não interferem no efeito da pílula anticoncepcional

Muitas vezes as mulheres se preocupam quando têm de tomar alguns medicamentos de uso comum, com medo de cortarem o efeito da pílula anticoncepcional.

O que acontece com os antibióticos e alguns antivirais são que eles alteram a absorção das paredes intestinais, cortando assim a eficácia dos anticoncepcionais.

E isso pode acontecer com os anticoncepcionais em comprimido, injetáveis ou mesmo em adesivos, mas com os medicamentos de uso comum você não corre esse risco, confira quais são:

Veja também:  Não acabem com a caligrafia, escrever à mão desenvolve o cérebro

⦁ Analgésicos, dipirona ou paracetamol.

⦁ Anti-inflamatórios ou Aspirina.

⦁ Antivirais, Aciclovir.

⦁ Antidepressivos, Paroxetina, Sertralina, Escitalopram, Citalopram ou Fluoxetina.

⦁ Antidiabéticos orais ou insulina.

⦁ Sibutramina.

⦁ Diuréticos.

⦁ Omeprazol, esomeprazol ou pantoprazol.

⦁ Benzodiazepinas, Diazepam, Clonazepam, Alprazolam.

⦁ Colesterol, Sinvastatina, Atorvastatina ou Rosuvastatina.

Como manter a eficácia da pílula anticoncepcional

Um dos principais motivos da pílula anticoncepcional não ter 100% de eficácia, é não tomá-la da maneira correta.

Muitas vezes o esquecimento ou tomar no horário errado pode fazer com que a pílula perca sua eficácia e em consequência gere uma gravidez.

O método contraceptivo através da pílula anticoncepcional, funciona com uma combinação de estrogênio e progesterona, sendo que esses hormônios impedem que a mulher ovule.

Algumas mulheres não podem tomar pílulas com estrogênio, por isso existem alguns anticoncepcionais somente de progesterona possuindo a mesma eficácia.

E para que sua eficácia seja garantida a pílula anticoncepcional deve ser tomada todos os dias no mesmo horário e caso você esqueça de ingerir a pílula, deverá usar outro método contraceptivo.

É muito importante que você leia a bula que vem com a pílula anticoncepcional, que deve ser indicada somente pelo profissional de saúde.

Na bula estará todo o procedimento que deve ser observado de acordo com o tipo de comprimido que você vai usar.

Mesmo porque, muitas vezes ao esquecer de tomar o medicamento, as pessoas pensam que podem tomar duas no dia seguinte, mas esse procedimento pode diferir de uma marca de pílula para outra.

E nesse caso, somente ao usar outro método contraceptivo com a pílula, você estará segura de não engravidar, por isso, leia a bula.

Agora você já sabe todas as dicas e medicamentos que cortam o efeito do anticoncepcional, além da melhor maneira de se prevenir.

fonte: sinaisdeluta.com