Mulher fica em estado crítico e quase perde a vida após ser esmagada por obesa em escorrega

7

Mulher estava de férias quando o episódio aconteceu. Ficou com vários órgãos esmagados e cinco costelas partidas.

Jemma Jolysin, uma mulher britânica de 32 anos e mãe de dois filhos, estava de férias num resort de luxo na Turquia há 14 horas, quando foi esmagada por uma mulher obesa num escorrega aquático.

O incidente provocou-lhe várias lesões graves no corpo, incluído hemorragias internas no rim, no fígado e no pulmão direito. Para além disso, também ficou com cinco costelas partidas.

Apavorada com a situação, a mulher – que só possuí um rim desde que doou o outro à própria mãe para lhe salvar a vida – acredita que podia ter perdido a vida no local, caso os seus amigos não se apercebessem da situação e não a socorressem rapidamente.

“Eu só tinha comigo cerca de 170 euros e precisava de cerca de 5700 euros para pagar uma cirurgia de urgência. Um amigo meu amigo felizmente tinha com ele essa quantia de dinheiro”, revelou a mulher, em declarações à imprensa britânica.

A mulher está agora a processar a empresa do hotel, alegando que o mesmo não tomou as devidas precauções para controlar o intervalo de tempo de quem escorregava no parque aquático.

“A mulher apanhou balanço e foi a correr para o escorrega a uma grande velocidade. Quando dei por mim ela vinha na minha direção e caiu em cima de mim”, explica Jemma.

A mulher, que estava de viagem juntamente com os seus filhos, ficou várias semanas internada no hospital e os seus pais tiveram que se mudar temporariamente para a Turquia de modo a poderem cuidar dos netos.

Veja também:  Queime folhas de louro em sua casa e veja o que acontece alguns dias depois

Jemma espera agora poder ser indemnizada pelo hotel devido aos graves danos sofridos dentro do estabelecimento.

fonte; bombeiros24