Ninguém ensina a gente a se amar, o amor próprio tem que ser construído

528

O amor próprio tem que ser construído e isso leva tempo. Não é algo que nasce de uma hora para a outra. Ele é como uma planta que você rega dia após dia. E a cada vez que você a rega ela vai ficando mais forte e mais bonita. Quando você passa a ter amor por você, você se conhece e se respeita mais. Você passa a ter orgulho de quem você é e a perceber que não gostaria de ser mais ninguém nesse mundo.

A verdade é que ninguém ensina a gente a se amar. Nós somos ensinados a amar o outro. Ninguém fala que é essencial amar a gente primeiro antes de se aventurar a amar por aí. E se amar é fundamental para se proteger e se cuidar. Quando você se ama você passa a aceitar aquela pessoa que está na sua frente no espelho. Passa a respeitá-la e a querê-la bem. É a felicidade dela que importa. E quando você entende isso, você faz de tudo para fazê-la feliz.

Ter amor próprio é olhar para os seus erros com carinho e perceber que se você continuar os cometendo, vai se machucar. E é parar de cometê-los porque a última coisa que você quer no mundo é se machucar. Você quer mesmo é cuidar de você, da sua felicidade e da sua autoestima. Você é a pessoa mais importante da sua vida. Se você não se amar, quem vai te amar?

Se você não for por você, quem vai ser?

Quando você se ama e se admira você percebe que você é plena. Você transmite amor e boas energias. E com isso, você recebe mais e mais coisas boas. Isso porque a gente só recebe o que existe dentro da gente. Não espere tranquilidade se você não for tranquilidade. Não espere gentileza se você não for gentileza. Não espere amor se você não for amor. Seja você a protagonista da sua vida, o seu porto seguro e o seu verdadeiro amor. E não esquece: a sua missão nesse mundo é se fazer feliz.

Veja também:  Como usar alecrim para encher o corpo e a mente com energia

Texto por: Carolina Monsi