Robôs substituem homens em 2025, revela pesquisa

Quando eu era criança, estava convencido de que o futuro teria carros voadores e teletransporte ou algo assim. Hoje, nossas previsões estão indo em uma direção totalmente diferente, ao que parece.

Este seria um dos casos mais estranhos de ficção científica indo para o mundo real porque esses robôs se destinam a ocupar o lugar de homens em nossas vidas… particularmente em nossas vidas íntimas.

Inventor e futurologista, Dr. Ian Pearson escreveu um estudo no qual ele propõe que até o ano de 2025 os seres humanos terão relações com robôs ou Máquinas de Inteligência Artificial. Aconchegante.

Agora, não tenho tanta certeza sobre isso, mas Pearson afirma que em apenas dez anos a mulher poderia estar optando por relações com robôs em vez de homens e ainda mais surpreendentemente, ele sugere que seria tão comum quanto assistir conteúdo adulto.

Isso não é tudo neste passeio selvagem… tem mais!

Isso é amor?

O estudo do Dr. Pearson foi encomendado pela Bondara, um site de comércio eletrônico do Reino Unido especializado em “brinquedos para adultos” e lingerie.

Embora possa parecer uma fonte de preconceito, o Dr. Pearson parece bastante entusiasmado com seu estudo, no qual afirma que em 2025 relações com robôs será mais comum do que assistir conteúdo adulto.

Ele diz:

Muitas pessoas ainda terão reservas sobre [relação íntima] com os robôs no início, mas gradualmente conforme eles se acostumam com eles, conforme a IA e o comportamento mecânico e sua sensação melhorem. […] eles vão ficando amigos com fortes laços emocionais, esse melindre aos poucos vai se evaporando. Enquanto algumas pessoas vão abraçar entusiasticamente relações de robô livres de relacionamento assim que puderem pagar por uma já em 2025. Não terá muita chance de superar as relações com humanos em geral até 2050

Se você pode acreditar, o Dr. Pearson não é o único que acredita que as conclusões de seu estudo sejam verdadeiras.

Dra. Helen Driscoll, da University of Sunderland, apoiou a proposta de Pearson! Ela disse:

À medida que a realidade virtual se torna mais realista e envolvente e é capaz de imitar e até mesmo melhorar a experiência da relação com um parceiro humano; é concebível que alguns escolham isso em vez de relação íntima com um ser humano menos que perfeito.

Bem, é certamente interessante e não é difícil ver por que a sociedade poderia pular a bordo de sua experiência íntima potencialmente perfeita, mas quão realista você acha que é?

E quanto à experiência humana?

Carinho, conversa, companheirismo… um parceiro de vida não será encontrado em um robô se*ual, e como humanos, não há mais para nós do que relações íntimas?

Talvez robôs sejam uma coisa, mas não estou convencido de que serão tão populares ou comuns quanto o conteúdo adulto e definitivamente não acho que a teoria dele seja mais comum do que humanos em 2050 nas relações humanas. Acho que só o tempo dirá! via:pupperish

Sugestão:  Monge budista procura lar para os 8.000 cães vadios que salvou das ruas

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Publicidade -
- Publicidade -